Regional Oeste I realiza o primeiro encontro de Formação Missionária para Seminaristas

Com o intuito de mostrar a importância da evangelização na Igreja a partir da formação dos futuros sacerdotes, o Regional Oeste I, por meio do Conselho Missionário de Seminaristas (COMISE), realizou no Seminário Maior Maria Mãe da Igreja (SEMMAI), em Campo Grande (MS), o primeiro encontro de Formação Missionária para Seminaristas (FORMISE).

O encontro teve a participação do Padre Maico Ferreira (Missionário São José), da Diocese de Três Lagoas (MS), que compartilhou com os seminaristas suas experiências e vivências missionárias. “Estar em missão, é você poder tocar na vida do outro, e, além disso, deixar ser tocado por ele, porque a riqueza do outro pode tocar quem está aberto para a missão”, disse o Padre.

Alinhado ao pedido do Papa Bento XVI onde se pede que: “[…] todos os missionários sejam preparados e formados, cada qual a sua condição, de maneira a estarem à altura das exigências do trabalho futuro”, e com o objetivo de promover uma experiência vivencial, os seminaristas realizaram uma ação missionária e visitaram duas instituições localizadas em Campo Grande: o Cotolengo e a Comunidade Católica Irmãos de Assis.

Cotolengo é uma obra iniciada por São José Benedito Cotolengo, mas propagada por São Luís Orione que tem como missão melhorar a qualidade de vida proporcionando inclusão social às pessoas com deficiência múltipla. Por sua vez, a Comunidade Católica Irmãos de Assis, tem como missão anunciar o amor que não é amado e testemunhar a alegria que vem do coração de Deus a inúmeras crianças e adolescentes.

Ao final do encontro, os seminaristas concluíram que a formação foi positiva e que encontros como este devem ocorrer com mais frequência devido a riqueza da partilha e principalmente, da ação missionária. “Em resumo, a formação missionária possibilitou uma consciência melhor sobre a evangelização.  A missão existe desde sempre na vida da Igreja e, por isso, toda a Igreja é por natureza missionária e incumbida do papel essencial de ir aos que estão longe de Cristo. Possibilitar experiências como esta aos futuros sacerdotes do nosso Regional é fundamental para formarmos padres que motivem uma Igreja em saída e em estado permanente de missão”, disse Padre Juan Diego, reitor do seminário, fazendo menção à insistente solicitação do Papa Francisco.

Padre Maico Ferreira, palestrante do FORMISE; e a comissão do COMISE: Seminarista Manoel Cambuim, 1° assessor de comunicação; Seminarista Giovani, Coordenador; Seminarista Fabiano, 1° Secretário; José da Silva, vice-coordenador, Seminarista Lucas, 2° assessor de comunicação e ao lado, o Seminista Adimir, tesoureiro.

Como reflexão, o reitor também destacou um trecho da nova ratio fundamentalis que apresenta o caminho formativo como uma formação integral, comunitária e missionária: “Uma vez que o ‘discípulo sacerdote’ sai da comunidade cristã e a essa retorna, para servi-la e guiá-la como pastor, a formação se caracteriza naturalmente como ‘missionária’ […]. A ideia de fundo é que os Seminários possam formar discípulos missionários ‘enamorados’ do Mestre, pastores ‘com o cheiro das ovelhas’ (Papa Francisco) que vivam no meio delas para servi-las e conduzi-las à misericórdia de Deus.” (RFIS, Introdução, 3).

Por Seminarista Manoel Cambuim – Assessor de Comunicação do COMISE do Regional Oeste I

Categorias: Formação,Notícias do Regional