O Regional Oeste 1, em assembleia define o projeto para 2018 na Igreja no MS.

“ Vós sois o Sal da Terra! Vós sois a luz do mundo! ”

Reunido em assembleia desde o dia 13, primeiramente na privativa dos Bispos e depois dias 14 e 15 com a presença do Povo de Deus, o Regional Oeste 1 (Mato Grosso do Sul), definiu o Ano do Laicato como fio condutor das suas ações pastorais. Isto quer dizer, que todas as Pastorais, Movimentos e Serviços em seus planos para 2018, deverão ter presente a realidade do Protagonismo dos Leigos e Leigas. O Papa Francisco na última quinta-feira dia 12, na mensagem enviada   aos participantes do dia de estudo promovido pelo Pontifício Conselho para os Leigos com a colaboração da Pontifícia Universidade Santa Cruz, em comemoração aos cinquenta anos do Decreto Apostolicam actuositatem” reafirma, que “o anúncio do Evangelho não é reservado a alguns ‘profissionais da missão’, mas deve ser o desejo profundo de todos os fiéis leigos chamados não somente para a animação cristã das realidades temporais, mas também para as obras de evangelização, anúncio e santificação dos homens”. Isso corrobora a opção do Regional em viver de maneira intensa e dinâmica este momento tão especial da História do nosso País, onde os Leigos são chamados a darem respostas concretas de fé, esperança e caridade, virtudes estas, que identificam a vida de um Cristão.

A assembleia contou com quatro momentos fortes: A reunião chamada de privativa, na qual os bispos do Regional se encontras para dialogarem entre si, sobre as realidades, mais restritas ao seu próprio múnus. Na privativa do dia 13, foram recebidos o novo casal coordenador da Pastoral Familiar, Solange e Alisson Schilla juntamente com o novo assessor, o Pe. Crispim Guimarães do Clero da Diocese Dourados, e em seguida, foi a vez do COMIRE na pessoa da Rosângela Urt e do Coordenador do 4º Congresso Missionário Regional, o Pe. Sidney Rodrigues Ribeiro do Clero de Naviraí serem recebidos para apresentarem a proposta da organização do Congresso. O segundo momento, se deu na manhã do sábado, um momento forte de iluminação sobre o mapa da violência no Mato Grosso do Sul; já na parte da tarde ocorreu o terceiro momento, onde as pastorais, juntamente com seus bispos referenciais e assessores, planejaram suas ações para 2018. E, o quarto e último momento, aconteceu no domingo pela manhã, quando da celebração da missa, na qual se fez memória a todos que nos antecederam no serviço ao regional e que já fizeram a sua Páscoa, principalmente Dom Izidoro Kosinski, bispo emérito da Diocese de Três Lagoas, falecido há um mês, e, elaboração do calendário e encaminhamentos para 2018.

 

Já é de práxis o clima que se vive nos encontros regionais, muita acolhida, respeito e espirito de fraternidade e entreajuda. Um sempre elemento marcante é a presença fraterna dos bispos, que nestes três dias convivem muito próximos com os representantes do Povo de Deus da Igreja no Mato Grosso do Sul.

Foram feitos alguns encaminhamentos, que posteriormente serão publicados, juntamente com o calendário do novo ano.

O Regional agradece imensamente aos Senhores Bispos e principalmente aos Leigos e Leigas, que fazem acontecer o Reino de Deus mesmo nos lugares mais recônditos do nosso Estado.

 

Categorias: Geral,Notícias do Regional